Alicinha Cavalcanti morre aos 58 anos

A promoter Alicinha Cavalcanti morreu nesta segunda-feira, 2, aos 58 anos de idade. Ela havia sido diagnosticada com Afasia Progressiva Primária (APP) – doença degenerativa rara – em 2015, quando começou a não reconhecer os amigos. Nos últimos anos, afastou-se dos holofotes para tratar a doença, que exigia cuidados 24 horas. Nas redes sociais, as apresentadoras Astrid Fontenelle e Marília Gabriela lamentaram a morte: “Minha amiga mais linda, mais generosa, amiga que não se abala com nada, que a tudo vencia com ânimo e alegria, Alicinha Cavalcanti, nos deixou hoje para sempre. Foi super combativa em sua luta contra a infelizmente invencível Afasia Progressiva Primária. Lutou e lutou até hoje de manhã. Vai deixar um imenso vazio em cada pessoa que passou pela sua vida”, escreveu a jornalista que ainda fez questão de ressaltar a garra do marido da promoter, Rodrigo Biondi “seu companheiro até o último suspiro”, escreveu Marília Gabriela.  Ainda não foram divulgadas informações sobre o velório e enterro de Alicinha.

Ultimas notícias

Senador Romário é submetido a cirurgia em hospital do Rio

O ex-jogador de futebol senador Romário (PL-RJ) foi submetido, nesta quinta-feira, 9, a uma cirurgia, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada em...

STF suspende novamente julgamento sobre terras indígenas

O Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu novamente o julgamento que analisa a validade da tese sobre o marco temporal para demarcações de terras indígenas....

Câmara aprova novo Código Eleitoral, mas exclui quarentena a juízes

O texto-base do novo código eleitoral em tramitação na Câmara dos Deputados foi aprovado nesta quinta-feira, 9, pelo plenário da Casa por ampla maioria,...

Restos mortais de vítimas do 11 de setembro são identificados após 20 anos

Por 20 anos, o consultório médico legista da cidade de Nova York conduziu discretamente a maior investigação de pessoas desaparecidas já realizada no país —...

Ter mais tempo livre não aumenta necessariamente o bem-estar

Ter muito tempo livre não é sinônimo de bem-estar. É o que dizem pesquisadores da Universidade da Pensilvânia em estudo publicado no Journal of...