Covid-19: Jovens devem esperar até 2022 para serem vacinados, diz OMS

A Organização Mundial da Saúde afirmou que os jovens saudáveis devem esperar até 2022 para serem vacinados contra o novo coronavírus. A prioridade tem de ser os principais grupos de risco, como profissionais de saúde, idosos e professores.

Diz a cientista-chefe da OMS, Soumya Swaminathan: “As pessoas pensam que já no primeiro dia de janeiro vão tomar a vacina e tudo vai voltar ao normal, mas não vai funcionar assim”.

Leia nesta edição: os planos do presidente para o Supremo. E mais: as profundas transformações provocadas no cotidiano pela pandemiaVEJA/VEJA

Soumya ainda reafirmou que as vacinas já poderão ser chanceladas pela OMS se comprovarem 50% de eficácia na imunização.

Cerca de dez imunizantes estão em fase final de estudos, três deles sendo testados no Brasil — do laboratório Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan, da AstraZeneca e da Pfizer.

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

Senador Romário é submetido a cirurgia em hospital do Rio

O ex-jogador de futebol senador Romário (PL-RJ) foi submetido, nesta quinta-feira, 9, a uma cirurgia, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada em...

STF suspende novamente julgamento sobre terras indígenas

O Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu novamente o julgamento que analisa a validade da tese sobre o marco temporal para demarcações de terras indígenas....

Câmara aprova novo Código Eleitoral, mas exclui quarentena a juízes

O texto-base do novo código eleitoral em tramitação na Câmara dos Deputados foi aprovado nesta quinta-feira, 9, pelo plenário da Casa por ampla maioria,...

Restos mortais de vítimas do 11 de setembro são identificados após 20 anos

Por 20 anos, o consultório médico legista da cidade de Nova York conduziu discretamente a maior investigação de pessoas desaparecidas já realizada no país —...

Ter mais tempo livre não aumenta necessariamente o bem-estar

Ter muito tempo livre não é sinônimo de bem-estar. É o que dizem pesquisadores da Universidade da Pensilvânia em estudo publicado no Journal of...