TSE esclarece instabilidades registradas no site da Justiça Eleitoral

Na noite da última quarta, para melhorar acessibilidade nas suas plataformas digitais, o TSE migrou o ambiente do seu website para um novo protocolo com criptografia. Essa operação derrubou algumas páginas do portal da Justiça Eleitoral.

Segundo o TSE, era necessário “igualar o ambiente com o website da Justiça Eleitoral, que já havia migrado do ambiente http para o https como condição estabelecida no acordo com as operadoras de telefonia para concessão do zero rating na página (não cobrança do pacote de dados)”.

Com a migração de novo protocolo, alguns arquivos e aplicações do site do TSE, publicados em http, ficaram fora do ar, mas muitos já foram alterados para o novo ambiente. O processo segue em curso pelos próximos dias e deve ser concluído no domingo.

Para assegurar serviços essenciais, algumas aplicações, como as Estatísticas Eleitorais, estão sendo disponibilizadas para abertura em ambiente externo. “Basta clicar para ser redirecionado. A medida visa garantir a distribuição de informações relevantes”, diz o TSE.

Enquanto isso, as equipes da Assessoria de Comunicação e da Secretaria de Tecnologia da Informação seguem trabalhando para realizar correções pontuais de arquivos e aplicações feitas em http e que precisam ser atualizados.

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

Senador Romário é submetido a cirurgia em hospital do Rio

O ex-jogador de futebol senador Romário (PL-RJ) foi submetido, nesta quinta-feira, 9, a uma cirurgia, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada em...

STF suspende novamente julgamento sobre terras indígenas

O Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu novamente o julgamento que analisa a validade da tese sobre o marco temporal para demarcações de terras indígenas....

Câmara aprova novo Código Eleitoral, mas exclui quarentena a juízes

O texto-base do novo código eleitoral em tramitação na Câmara dos Deputados foi aprovado nesta quinta-feira, 9, pelo plenário da Casa por ampla maioria,...

Restos mortais de vítimas do 11 de setembro são identificados após 20 anos

Por 20 anos, o consultório médico legista da cidade de Nova York conduziu discretamente a maior investigação de pessoas desaparecidas já realizada no país —...

Ter mais tempo livre não aumenta necessariamente o bem-estar

Ter muito tempo livre não é sinônimo de bem-estar. É o que dizem pesquisadores da Universidade da Pensilvânia em estudo publicado no Journal of...