Candidato, autor da emenda que soltou traficante evita tema na campanha

Candidato a prefeito em Belo Horizonte, o deputado federal Lafayette Andrada, do Republicanos, é alvo de ironia e piada nos grupos de zap dos adversários. A razão: a notoriedade que seu nome alcançou, não pela disputa em Minas, mas por ter sido o autor na Câmara da emenda que autorizou Marco Aurélio Mello a soltar o traficante André do Rap.

Andrada integrou o grupo de trabalho que analisou os projetos anticrime de Sergio Moro e Alexandre de Moraes.

O candidato tem evitado o assunto e não toca no tema na sua propaganda  eleitoral. Os adversários também não exploram publicamente o assunto. Numa entrevista, disse que não propôs a emenda para soltura de chefes de facção.

Andrada tem apenas 1% nas intenções de voto. Se fosse favorito no pleito, a história seria diferente. O seu programa de governo foi batizado de “BH rumo à excelência”.

Lafayette Andrada afirmou que a emenda de sua autoria foi, ao contrário do uso feito por Marco Aurélio, para ser uma “ferramenta para manter preso” acusados de crime de alta periculosidade.

“É um enfoque que pouca gente está dando. A prisão preventiva não é uma condenação. Se trata, nesse caso, de um mero suspeito. Que nem se defendeu ainda. Por isso, a revisão a cada 90 dias”, disse Andrada, que afirmou que o artigo, ao contrário,  veio para facilitar que juízes mantenham presos como André do Rap, de facção criminosa, na prisão, mesmo sem ter sido julgados.

“O foco é o contrário. É esse. Depois da aprovação (e sanção) da lei, o próprio Marco Aurélio já negou habeas corpus em outros casos”.

No caso de Rap, Andrada entende que o erro não foi da lei, mas do ministro do STF.

“Não deveria tê-lo soltado. Poderia pedir uma manifestação de um juiz num prazo de 72 horas”.

Continua após a publicidade

spot_img

Ultimas notícias

Renan da Mata comenta sobre sua vida política no Podcast com Jair

Renan da Mata iniciou sua carreira como assessor do ex-deputado federal paranaense Hidekazu Takayama do PSC e, atualmente, tem como foco sua pré-candidatura para...

Brasil chega a 47 casos suspeitos de ‘hepatite misteriosa’ entre crianças

Os órgãos de saúde do Brasil investigam 47 casos suspeitos da chamada hepatite misteriosa. O cenário ainda é de incerteza e a comunidade científica...

Equívoco de Lula

No afã de defender seu candidato a vice, Lula cometeu um grave equívoco. O ex-presidente afirmou em alto e bom som que o ex-tucano...

Escola na Flórida sorteia fuzis, munições e pistolas entre alunos e professores

Uma semana após o tiroteio em uma escola primária no Texas, que causou a morte de 20 crianças e professores, um colégio da Flórida,...

Brasil perde 7,8 mil piscinas olímpicas de água por dia nos sistemas de distribuição

A quantidade da água tratada perdida nos sistemas de distribuição no Brasil representa um volume equivalente a 7,8 mil piscinas olímpicas desperdiçadas diariamente. O...