Vacina BCG, obrigatória no Brasil, pode proteger idosos contra Covid-19

A vacina BCG, usada contra a tuberculose, também pode ajudar a proteger idosos contra a Covid-19. É o que indica um estudo publicado recentemente na revista científica Science Advances. Uma equipe de pesquisadores do CMR-Instituto Nacional de Pesquisa em Tuberculose e do ICMR-Instituto Nacional de Epidemiologia, ambos na Índia, descobriu que o imunizante, aplicado em recém-nascidos no Brasil, reduz marcadores inflamatórios que estão associados a quadros mais graves de Covid-19.

LEIA TAMBÉM: Vacinas salvam vidas, mas nem sempre se fala delas nas consultas

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores vacinaram 82 voluntários com idade entre 60 e 80 anos com a vacina BCG e, em seguida, analisaram amostras de sangue coletadas um mês depois. Os resultados mostraram que houve redução de várias citocina, substâncias que promovem a inflamação, como a interleucina-6 (IL-6), interferons tipo 1, interleucina-2 (IL-2) e TNF-alfa GM-CSF. Os níveis dessas substâncias também foram mais baixos do que os de um grupo de controle formado por voluntários não vacinados. Ainda de acordo com o estudo, os voluntários vacinados com a BCG também apresentaram níveis mais baixos de algumas quimiocinas, como metaloproteinases de matriz e proteínas de fase, que também estão associadas à promoção de inflamação.

Segundo um artigo sobre o assunto, escrito por Valerie Koeken, do Centro de Doenças Infecciosas da Universidade Radboud na Holanda, publicado na mesma edição que o novo estudo, conforme as pessoas envelhecem, elas tendem a desenvolver um inflamação crônica de baixo grau, que as torna mais suscetíveis a muitos tipos de doenças, incluindo complicações pela Covid-19. Isso ajuda a explicar porque a idade é um fator de risco para a doença.

Os pesquisadores indianos, responsáveis pelo experimento com a vacina BCG relatam que muitas das citocinas que foram reduzidas nos voluntários vacinados com o imunizante contra tuberculose foram identificadas como fatores de risco para casos graves de Covid-19. Isso indica que a vacina BCG pode ser uma estratégia útil para reduzir o risco de complicações da doença em idosos não vacinados.

Vale ressaltar que essa não é a primeira pesquisas anteriores já haviam apontado um possível efeito protetor da vacina BCG contra a infecção causada pelo novo coronavírus.

spot_img

Ultimas notícias

Renan da Mata comenta sobre sua vida política no Podcast com Jair

Renan da Mata iniciou sua carreira como assessor do ex-deputado federal paranaense Hidekazu Takayama do PSC e, atualmente, tem como foco sua pré-candidatura para...

Brasil chega a 47 casos suspeitos de ‘hepatite misteriosa’ entre crianças

Os órgãos de saúde do Brasil investigam 47 casos suspeitos da chamada hepatite misteriosa. O cenário ainda é de incerteza e a comunidade científica...

Equívoco de Lula

No afã de defender seu candidato a vice, Lula cometeu um grave equívoco. O ex-presidente afirmou em alto e bom som que o ex-tucano...

Escola na Flórida sorteia fuzis, munições e pistolas entre alunos e professores

Uma semana após o tiroteio em uma escola primária no Texas, que causou a morte de 20 crianças e professores, um colégio da Flórida,...

Brasil perde 7,8 mil piscinas olímpicas de água por dia nos sistemas de distribuição

A quantidade da água tratada perdida nos sistemas de distribuição no Brasil representa um volume equivalente a 7,8 mil piscinas olímpicas desperdiçadas diariamente. O...