A diplomacia brasileira corteja bloco de países asiáticos

O chanceler Carlos Alberto França vai promover nesta quarta um evento para se aproximar de países da Ásia. Mas quem logo pensa na China, da qual o Brasil tanto depende para a produção de vacinas contra a Covid-19, está enganado.

O ministro das Relações Exteriores oferecerá um almoço em homenagem aos embaixadores da Associação de Nações do Sudeste Asiático, no Palácio Itamaraty. Criada em 1967, a organização reúne Indonésia, Malásia, Filipinas, Cingapura e Tailândia, Brunei, Vietnã, Mianmar, Laos e Camboja.

Entre representantes diplomáticos estrangeiros, apenas os embaixadores desses países foram convidados. Ou seja, nada do chinês Yang Wanming no Itamaraty.

Ultimas notícias

Criador do antívirus McAffe é encontrado morto em prisão de Barcelona

John McAfee, criador do programa de antivírus para computadores que leva seu sobrenome, foi encontrado morto nesta quarta-feira, 23, em uma cela em Barcelona,...

‘Governo vai desmoronar’, diz Aziz às vésperas de depoimento sobre Covaxin

Presidente da CPI da Pandemia, o senador Omar Aziz (PSD-AM) disse a interlocutores estar convicto de que a comissão de inquérito chegou enfim a...

Mudanças climáticas farão milhões de vítimas, diz relatório da ONU

Um esboço de um relatório do Painel Intergovernamental sobre as Mudanças Climáticas (IPCC), um órgão de caráter consultivo da Organização das Nações Unidas para...

Um tiro no Planalto

De duas, uma: ou o Palácio do Planalto tem uma história muito bem contada e comprovada para desmontar a denúncia do deputado Luís Miranda...

Deputado que alertou Bolsonaro sobre Covaxin terá proteção da CPI

Após as entrevistas do deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) sobre o alerta que ele e seu irmão fizeram ao presidente Jair Bolsonaro sobre suspeitas...