Biden e Kamala Harris são eleitos ‘Personalidades do Ano’ pela Time

O presidente eleito dos de Estados Unidos, Joe Biden, e sua vice, Kamala Harris, foram eleitos as “Personalidades do Ano” pela revista americana Time. Na capa da edição, os dois aparecem junto à manchete: “Mudando a história dos Estados Unidos”.

O democrata de 78 anos, que tomará posse como 46º presidente americano em 20 de janeiro, e Harris, de 56 anos e primeira mulher eleita como vice-presidente, foram selecionados entre outros três finalistas: o presidente Donald Trump, o movimento contra as desigualdades raciais detonado pela morte do afro-americano George Floyd em maio, além do epidemiologista Anthony Fauci e os profissionais da saúde mais expostos à pandemia de Covid-19.

O prêmio da revista Time, concedido anualmente desde 1927, homenageia a pessoa ou pessoas que mais impactaram as notícias, para o bem ou para o mal, durante o ano. A jovem ativista do clima Greta Thunberg foi a “Personalidade do Ano” em 2019.

“Juntos, eles ofereceram restauração e renovação em uma única chapa. E os Estados Unidos compraram o que estavam vendendo”, afirma a publicação. A escolha foi anunciada em um programa de TV pelo cantor Bruce Springsteen, que chegou a participar da campanha democrata antes da eleição narrando uma propaganda.

O editor-chefe e CEO da revista, Edward Felsenthal, afirmou que os vitoriosos tiveram sucesso em “um debate existencial sobre qual realidade vivemos”.

“Por mudarem a história americana, por mostrarem que as forças da empatia são maiores que as fúrias da divisão, por compartilharem uma visão de cura em um mundo enlutado, Joe Biden e Kamala Harris são a ‘Personalidade do Ano’ de 2020 da Time”, disse.

Biden derrotou Trump nas eleições de 3 de novembro, mas o presidente republicano se nega a reconhecer a derrota e denuncia uma fraude da qual não há evidência. As alegações do republicano foram rejeitadas por autoridades estaduais e federais em todo o país, assim como seus inúmeros questionamentos na Justiça falharam.

Escolhido como “Personalidade do Ano” em 2016, Trump usou seu Twitter em 2017 para dizer que “provavelmente” seria escolhido de novo, mas que rejeitou o título. A Time, no entanto, desmentiu o presidente no ano, em que a homenagem foi para as mulheres que deram início ao movimento Me Too, de denúncias de assédios e abusos sexuais.

Algumas horas antes do anúncio da Time, a revista também anunciou o jogador de basquete LeBron James como “Atleta do Ano” por suas conquistas dentro e fora das quadras. O grupo pop sul-coreano BTS foi considerado “Artista do Ano”.

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

PEC da pilantragem

Essa emenda constitucional chamada PEC da imunidade, que seria mais adequadamente qualificada como PEC da pilantragem, é mais que uma reação do Congresso à...

Corporativismo pode salvar da cassação o deputado Daniel Silveira

Ouvidos pelo jornal O Estado de S. Paulo, dos 21 titulares do Conselho de Ética da Câmara apenas três defenderam a punição do deputado...

Charge do Amarildo

Humor

Bolsonaro edita MP que libera R$ 2,8 bilhões para combate à Covid-19

O presidente Jair Bolsonaro editou nesta quarta-feira, 24, Medida Provisória (MP) que libera crédito de R$ 2,8 bilhões para o Ministério da Saúde. Os...

Senado aprova projeto que facilita compra de vacinas por setor privado

O Senado aprovou nesta quarta-feira, 24, projeto de lei (PL) que cria regras para a compra de vacinas contra Covid-19 por empresas privadas. De...