Jornal diz que Trump escondeu por um dia teste positivo para Covid-19

Segundo o jornal americano The Wall Street Journal, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, omitiu o resultado positivo de um exame rápido de Covid-19 que realizou na quinta-feira 1 ao conceder uma entrevista a uma emissora de televisão. De acordo com a publicação, o republicano ainda emitiu uma ordem para que não fossem divulgados os casos positivos de coronavírus de pessoas próximas a ele na Casa Branca.

Na manhã da quinta-feira 1, Trump teria recebido seu primeiro resultado positivo após realizar um teste rápido. Na tarde do mesmo dia, porém, o presidente concedeu uma entrevista à emissora de Fox News e afirmou que os resultados só ficariam prontos no dia seguinte.

O protocolo da Casa Branca diz que o segundo teste, que é mais completo e demorado, só é administrado quando o teste rápido dá positivo para a doença. Segundo o WSJ, os exames do presidente seguiram esse protocolo.

“Não diga a ninguém”, teria dito Trump a funcionários da Casa Branca enquanto pessoas próximas começaram a receber os diagnósticos positivos, incluindo o presidente. A relutância em apresentar ao publico, ou até mesmo a pessoas próximas de fora do governo, fez com que Bill Stepien, diretor da campanha de Trump à reeleição, só soubesse dos casos de Covid-19 por meio da imprensa, segundo o jornal.

A hospitalização do presidente veio no mesmo dia em que o teste final confirmou a contaminação. No fim de semana, Trump precisou receber oxigênio por duas vezes e está sendo tratado com dexametasona, um medicamento usado para casos graves da doença.

“Estou grudado na televisão e no Twitter porque não há comunicação oficial vinda de ninguém”, disse um funcionário da Casa Branca ao jornal.

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

Doria sofre protesto contra fase vermelha e diz ter sido ameaçado de morte

O domingo do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), não foi nada tranquilo. O tucano soltou logo pela manhã uma nota oficial afirmando...

Orçamento gambiarra (por Gustavo Krause)

Refiro-me ao Orçamento respeitosamente: A Magna Carta, primeiro documento escrito, 15/06/1215, limitou o poder absoluto do rei João. Foi uma luta entre opressores, o...

Bilhete com nomes de ministros foi gota d’água para ação contra Lava-Jato

Um bilhete apócrifo apreendido em julho de 2015 por policiais federais foi a gota d’água para o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ),...

A epidemia e a política (Por Fernando Henrique Cardoso)

Primeiro é bom ressaltar que a “crise” (usa-se tão amiúde o vocábulo que ele acaba por perder o significado) começou a se manifestar antes...

O ano dos balões de ensaio (por Alon Feuerwerker)

A situação do governo Jair Bolsonaro, especialmente dele próprio, é contraditória. De um lado, o governismo venceu as eleições para a presidência da Câmara...