O mundo inteiro vacinado até o fim de 2022

Na próxima sexta-feira, 11 de junho, os líderes de sete nações altamente industrializadas (Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido) irão se reunir na Inglaterra para o primeiro encontro presencial, desde o início da pandemia, do grupo conhecido como G7. Será o primeiro evento oficial internacional ao qual o presidente americano comparece desde que assumiu o cargo.

Segundo reportou a agência Reuters, o primeiro-ministro britânico Boris Johnson irá pedir a seus pares que se comprometam com a vacinação universal até o fim de 2022. “Vacinar o mundo todo até o fim do ano que vem seria o maior feito da história médica”, declarou Johnson. “Estou conclamando meus colegas líderes do G7 a unir forças para acabar com essa terrível pandemia e nunca mais permitir que a devastação provocada pelo coronavírus aconteça”, complementou.

Apesar de as nações mais ricas estarem com o cronograma de vacinação avançado (algumas já tendo imunizado mais de 50% de sua população), os países pobres enfrentam dificuldade em adquirir e administrar vacinas, seja pelo custo, seja pela complexa logística de distribuição ou disponibilidade de insumos. E, enquanto a população de todo o planeta não estiver imunizada (quase 8 bilhões de pessoas), o novo coronavírus poderá passar por mutações, provocando outras pandemias.

Até onde se sabe, o Reino Unido encomendou mais de 500 milhões de doses de vacina contra a Covid-19. Uma vez que o país tem uma população de 67 milhões e estimando-se que duas inoculações por pessoa sejam suficientes para a imunização plena, haverá mais de 350 milhões de doses disponíveis, as quais Johnson diz pretender doar aos mais necessitados.

 

 

 

 

Ultimas notícias

Osmar Terra deve prestar depoimento na CPI da Covid nesta terça-feira

O ex-ministro da Cidadania e deputado Osmar Terra (MDB-RS) presta depoimento nesta terça-feira, 22, na CPI da Covid-19. Ele é apontado como um dos...

Barroso mostra auditoria de urnas a deputados da comissão do voto impresso

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, se reuniu nesta segunda-feira, 21, com deputados federais para apresentar o funcionamento do...

Mais candidato do que nunca, Lula avisa que rodará o país

Em live em comemoração aos 80 anos do vereador de São Paulo Eduardo Suplicy (PT), Lula mostrou que é mais candidato do que nunca...

Após novo ataque de Bolsonaro, Pacheco sai em defesa da imprensa

Depois de mais um rompante autoritário de Bolsonaro contra a imprensa, o presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (DEM-RO), veio à público apresentar um contraponto...

Bolsonaro terá que explicar declarações sobre fraudes a urnas ao TSE

O corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Felipe Salomão, determinou nesta segunda prazo de 15 dias para que Bolsonaro e outras autoridades que...