Polícia diz que Capitólio está seguro e Senado retoma sessão

A Polícia de Washington declarou na noite desta quarta-feira 6 que o prédio do Capitólio já está seguro e livre de invasores.

O local foi alvo de protestos violentos de apoiadores de Donald Trump ao longo do dia e uma mulher morreu após ser baleada no peito.

Em seguida, a líder democrata na Câmara, Nancy Pelosi, ordenou a retomada da cerimônia de certificação de Joe Biden como presidente. A reunião contou com a presença do vice-presidente, Mike Pence.

“Aqueles que causaram estragos em nosso Capitólio, hoje vocês não venceram”, disse Pence. “A violência nunca vence, a liberdade sim. Esta é a casa do povo e conforme nos reunimos, o mundo testemunhará a resiliência e a força da nossa democracia”, prosseguiu.

Em carta entregue a parlamentares, Pelosi afirmou que as milícias trumpistas “não vão impedir de validar a eleição”. “Faremos parte da história, pois esta imagem vergonhosa do nosso país foi apresentada ao mundo”, disse a democrata. 

Continua após a publicidade

De acordo com informações divulgadas pela imprensa americana, ao menos 20 pessoas foram presas. A polícia encontrou cinco armas no edifício.

Manifestantes a favor do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, entraram em confronto com a polícia ao longo de toda a tarde.

Eles invadiram o Congresso durante a sessão para certificar a vitória eleitoral de Joe Biden. A cerimônia estava sendo presidida por Mike Pence, que teve de ser retirado do local às pressas.

 

 

 

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

O Brasil dança à beira do precipício

Felizmente, não deu certo. Mas Arthur Lira tentou aprovar, de roldão, a PEC da Impunidade — e chegou perto de conseguir. Mas o assunto não está...

ONU vê envolvimento de Putin em envenenamento de opositor

A Organização das Nações Unidas indicou que as provas encontradas no envenenamento do líder da oposição russa, Alexei Navalny, apontam para um provável envolvimento...

“A democracia brasileira está sob ataque”, diz Fachin na OAB

O ministro Luís Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta segunda-feira, 1º, que “a democracia brasileira está sob ataque”. “Se vamos tratar...

Guedes e os idos de março

Na tragédia Julio Cesar, William Shakespeare descreve as intrigas, ambições e disputas de poder que cercam o general romano e o Senado em 44...

O que Bolsonaro quer

O Brasil se tornou um dos piores países do mundo para se estar durante a pandemia do coronavírus. Não apenas a mortalidade per capita...