A cabeça de Araújo pode ficar para ser decepada mais adiante

Entregar numa mesma bandeja as cabeças do ministro Ernesto Araújo, das Relações Exteriores, e de Filipe Martins, o falso judeu que ostenta o pomposo título de assessor para assuntos internacionais, seria para o presidente Jair Bolsonaro sinal de que se tornou refém do Centrão, o que ainda não aconteceu de todo.

A cabeça de Martins até que faria sentido decepar, afinal, ele se comportou como um moleque e respondeu com um gesto claramente racista aos ataques que Araújo sofreu ao ser sabatinado por senadores sobre política externa, o que não é seu forte, convenhamos. Seu forte é agradar a Bolsonaro.

A demissão dos dois faria bem ao governo, mas não é disso que se trata, é do presidente e dos filhos dele. Martins está onde está por ser discípulo do autoproclamado filósofo Olavo de Carvalho, guru de Flávio, Carlos e, principalmente, Eduardo. Araújo, por fazer tudo o que Bolsonaro manda, e nada mais além. Tem juízo.

O Centrão avança cada vez com mais apetite sobre um governo que se fragiliza. Ao aprovar o Orçamento da União de 2021, arrancou 26 bilhões de reais a mais do que inicialmente previsto para emendas parlamentares destinadas a obras e ações de deputados e senadores. Dinheiro à beça às vésperas de ano eleitoral.

Não tem do que se queixar. Abocanhar a vaga de Araújo poderá ficar para outra ocasião. Bolsonaro só faz sangrar e descer ladeira.

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

Chefe da Secom, Flávio Rocha comunica a ministros que deixará o cargo

Responsável pela Secom, o almirante Flávio Rocha, depois de seguidos problemas na Presidência, bateu o martelo. Vai deixar o órgão que herdou de Fabio...

Ameaçar é crime

Editorial de O Estado de S. Paulo (14/4/2021) O presidente Jair Bolsonaro gosta de falar de liberdade. Em seus discursos, coloca-se como uma espécie de...

Randolfe Rodrigues: ‘A CPI não vai investigar pessoas, mas os fatos’

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) foi o requerente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid-19, que irá investigar o combate à pandemia do...

PF produziu perícia para ajudar Moro e procuradores (por Márcio Chaer)

Um sargento morreu por causa da explosão de uma bomba dentro do automóvel em que estava e que arrebentou também grande parte da barriga...

Livro não é luxo

Por Vitor Tavares, Diego Drumond, Hubert Alquéres e Luciano Monteiro: Jorge Amado, um dos maiores escritores da literatura brasileira, estaria atônito com a intenção do...