“Acabou a mamata!”, proclamou Jair Bolsonaro

Resistente a compartilhar o poder, Lula aceitou um esquema em que empresas estatais, como a Petrobras, faziam compras desnecessárias e/ou superfaturadas e desviavam dinheiro com o qual se comprava o apoio de parlamentares no Congresso. Fez isso de maneira secreta — naturalmente.

Resistente a compartilhar o poder, Bolsonaro aceitou um esquema em que recebe o apoio de parlamentares em troca do direito de escolher os fornecedores de quem empresas estatais, como a Codevasf, fazem compras aparentemente desnecessárias e, em muitos casos, superfaturadas. Fez isso de maneira secreta — naturalmente.

Quem for capaz de encontrar uma diferença significativa entre o esquema de cooptação de apoio de Lula e o de Bolsonaro que o faça.

“Acabou a mamata!” proclamou Jair Bolsonaro. “No meu governo não vai ter toma-lá-dá-cá”, prometeu Jair Bolsonaro. “Duvido que alguém aponte corrupção no meu governo”, desafiou Jair Bolsonaro.

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

Bolsonaro volta a dizer que indicará evangélico ao STF em evento no Pará

O presidente Jair Bolsonaro voltou a afirmar que vai indicar um evangélico para a vaga de Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal. O...

Em aceno ao PSB, Tabata faz live com França e critica governo Bolsonaro

De saída do PDT, a deputada Tabata Amaral (SP) participou nesta sexta de live com o ex-governador de São Paulo Márcio França (PSB) sobre...

Barroso autoriza condução coercitiva de Wizard para falar à CPI

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta sexta-feira, 18, a condução coercitiva do empresário Carlos Wizard para depoimento à...

Plenário do STF vai decidir sobre sigilo do Exército no caso de Pazuello

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), enviou nesta sexta-feira para análise do plenário da Corte a ação de partidos da oposição,...

CPI recebe avalanche de e-mails de bolsonaristas

Já atolados com os inúmeros documentos recebidos pela CPI da Pandemia, que já ultrapassaram 1.200 Gigabytes, os técnicos do Senado tiveram que enfrentar uma...