Assembleia de SP afasta deputado acusado de assédio sexual por 180 dias

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou nesta quinta-feira, 1, com 86 votos a favor e nenhum contra, o afastamento por 180 dias do deputado Fernando Cury (Cidadania), punido por assédio sexual contra a colega Isa Penna (PSOL).

A pena foi ampliada após acordo costurado de última hora com as lideranças partidárias. Inicialmente, seria uma suspensão de 119 dias. Fernando Cury não estava presente na sessão.

Cury foi flagrado apalpando o seio de Isa Penna no plenário da Alesp no dia 16 de dezembro. Com a decisão, o parlamentar ficará sem salário por seis meses e seu gabinete, sem verba. A partir de agora, a Assembleia deve convocar o suplente do deputado, Padre Afonso Lobato (PV), que assume o cargo e poderá exonerar os servidores do gabinete do deputado.

É a primeira vez que uma casa legislativa no país dá uma punição para um caso de assédio contra uma mulher.

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

Nunes Marques é sorteado relator de impeachment de Alexandre de Moraes

O ministro Nunes Marques, do STF (Supremo Tribunal Federal), foi sorteado nesta segunda-feira, 12, relator da ação protocolada pelo senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO), que...

Atirador deixa ao menos um morto em escola nos EUA

Uma pessoa morreu e outra, um policial, ficou ferida após a ação de um atirador em uma escola em Knoxville, no estado americano do...

Bolsonarismo, conservadorismo e liberalismo (Por Denis Lerrer Rosenfield)

Jair Bolsonaro, em sua eleição, conseguiu encarnar a força do antilulopetismo, congregando em torno de si três correntes de ideias que, naquele então, apareceram...

Conversinha impublicável

A conversa telefônica entre o presidente Bolsonaro e o senador Jorge Kajuru é espantosa por muitos motivos. Primeiro, claro, pelo teor. O que se ouve...

Transe populista

Editorial de O Estado de S. Paulo (12/4/2021) Há anos o Brasil está entregue ao populismo. Desde pelo menos o final do primeiro mandato do...