Áudio vaza e mostra irritação de Arthur Lira com o PT: ‘não negocio mais’

Logo que assumiu os trabalhos da sessão da tarde desta sexta-feira, para discutir e votar a PEC da Imunidade, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) mostrava-se irritado por conta da falta de acordo com o PT sobre o tema.

A adesão dos petistas é garantia da aprovação do texto.

No momento justamente em que um deputado do PT, Rogério Correia (MG), discursava de forma remota, é possível ouvir trecho de uma conversa de Lira com o deputado Mauro Benevides Filho (PDT-CE), captada pelo seu microfone, que estava aberto.

“Não vou negociar mais com o PT”, afirmou irritado.

O partido, mesmo depois de longa conversa com a relatora da matéria, Margarete Coelho (PP-PI), coloca obstáculos.

Ainda assim, Lira segue com a votação, enquanto o PT e outros partidos pedem mais tempo para votar o assunto. E o PT, de fato, colocou questões e não quer votar agora.

No vídeo abaixo, durante discurso do deputado Correia, é possível ouvir o áudio vazado de Lira, que não aparece na imagem. É no trecho 34 minutos e 10 segundos do vídeo.

 

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

Irã classifica apagão em usina nuclear de Natanz como “ato terrorista”

A usina atômica de Natanz, no Irã, sofreu um blecaute na manhã deste domingo. As autoridades iranianas classificaram o incidente como um ato de...

Grupos religiosos protestam contra decisão do STF sobre cultos e missas

Grupos religiosos fizeram neste domingo um protesto em frente ao Congresso Nacional contra a recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de garantir a...

Igreja Católica da Austrália paga indenização milionária a vítima de abuso

Um homem de 58 anos cuja identidade não foi revelada vai receber uma indenização de 1,5 milhão de dólares australianos (cerca de 6,5 milhões...

O que Bolsonaro é, segundo Marta Suplicy

O que disse Marta Suplicy, ex-prefeita de São Paulo, sobre o presidente Jair Bolsonaro em entrevista ao programa  Manhattan Connection, na TV Cultura. https://youtube.com/watch?v=iq_HayFJl30&feature=oembed Mais lidasBrasilBrasilA...

Pandemia não anula a Constituição

Editorial de O Estado de S. Paulo (11/4/2021) Nenhuma circunstância excepcional, nem mesmo a maior crise de saúde em um século, justifica que se ignore...