Bia Kicis enfrenta oposição também por seu comportamento na CCJ

Atual vice-presidente da CCJ da Câmara, a deputada Bia Kicis (PSL-DF) foi eleita para a comissão, em 2019, mas obteve alta rejeição. Ela recebeu 38 votos “sim”, mas 23 votaram em branco. E outros 2 votaram nulo.

As várias vezes que assumiu a presidência de forma interina, substituindo o presidente Felipe Francischini (PSL-PR), Kicis criou confusão, em especial com deputados da oposição.

Na condução dos trabalhos, a deputada do PSL era acusada de dificultar o direito a palavra da oposição, de priorizar os interesses somente do governo e de constranger.

Numa dessas reuniões, uma delas, bem polêmica, Kicis assumiu os trabalhos e, da Mesa de trabalho, transmitiu a sessão ao vivo de seu celular. Foi em 11 de novembro de 2019. A proposta em debate era sobre prisão em segunda instância, tema que divide petistas e bolsonaristas.

Maria do Rosário (PT-RS) fez uma questão de ordem e condenou a atitude de Kicis. Por receio de que a transmissão própria da deputada podia gerar “fake news”, a petista argumentou que melhor seria a deputada usar a transmissão oficial do sistema da CCJ.

“Nós estamos em um tempo em que a imagem muitas vezes é utilizada, ainda que a Parlamentar não queira, no sentido da desagregação, da fake news, das mentiras. Este dispositivo regimental, na verdade, visa à preservação do Poder, da instituição e, eu diria, para além da instituição, Sra. Presidenta, de certa solenidade que um Poder tem”.

Bia Kicis, meio a contragosto, acatou a questão e entendeu que, por estar na presidência não devia transmitir de seu próprio celular.

“Embora eu entenda que a transmissão ao vivo seja salutar, porque muitas pessoas não têm acesso à televisão no momento, e este é um dos temas mais importantes no momento e que mais chama a atenção do povo brasileiro, eu vou atender a sua questão de ordem pelo fato de eu estar presidindo e estar na Mesa”.

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

Barroso no Manhattan Connection: de tirar o boné (por Vitor Hugo Soares)

De tirar o boné a entrevista do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, na nova fase do programa Manhattan Connection, agora na...

Senador Flávio Bolsonaro se diz alvo de uma nova conspiração

Como o presidente Jair Bolsonaro, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) se diz vítima de uma conspiração. A queixa da vez do Zero Um é...

Insanidade e falta de lucidez (por Cristovam Buarque)

Esta semana comprovou que o presidente não é sano e que a oposição não é lúcida. Em um gesto irresponsável, de voluntarismo e capricho infantil,...

Saúde em primeiro lugar

Primeiro a saúde ou primeiro a economia? – perguntou este blog no Twitter. Respostas de 4.220 leitores:  A saúde – 90,5% A economia – 9,5% Continua após a publicidade

Compra de mansão por Flávio Bolsonaro vira um negócio tarja preta

Pode ser considerado sério, muito menos transparente, um negócio de R$ 6 milhões registrado em cartório em que 18 trechos estão cobertos com tarjas...