Bolsonaro Paraguaçu

Jair Bolsonaro é presidente e candidato à reeleição. Fez um comício ao ar livre no último fim de semana no Rio e abrigou no palanque um general da ativa, Eduardo Pazuello, que até discursou para a multidão.

Ontem, Bolsonaro apresentou uma peculiar versão da realidade: “[Foi] um encontro que não teve nenhum viés político.” Argumentou: “Até porque eu não estou filiado a partido político nenhum ainda.” E concluiu: “Foi um movimento pela liberdade, pela democracia e apoio ao presidente.”

Alguns políticos ganham notoriedade por exibir uma capacidade de auto-ilusão muito superior à competência de persuasão.

Bolsonaro pode ser mais convincente, com certeza, se recorrer à ajuda de Odorico Paraguaçu. O bem amado prefeito, personagem de Dias Gomes, não fazia comícios. Apenas reunia plateias na rua, em dias ensolarados, para “confabulâncias político-sigilista sobre as nossas candidaturas”.

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

O alto custo do “socialismo de direita” na Eletrobras

 No original de fevereiro existiam 3.977 palavras. No texto aprovado ontem estão 4.659 palavras.  Com 682 palavras a mais, a Câmara e o Senado conseguiram...

Frase do dia

“Quando você vê um prato da classe média europeia, que já enfrentou duas guerras mundiais, são pratos relativamente pequenos. E os nossos aqui nós...

Voto impresso é “jaguatirica com cobra d’água”

“A mistura, a compatibilização do sistema de urna eletrônica que temos com o sistema de impressão de voto, poderia ser uma cruza de jaguatirica...

Grupo de senadores planeja esvaziar depoimentos de médicos pró-cloroquina

Os senadores da CPI da Pandemia que se posicionam contra o presidente Jair Bolsonaro, integrantes do grupo conhecido como G7, se articulam há alguns...

O conselheiro: por que Bolsonaro dá trânsito livre a Malafaia no Planalto

Em meio a uma rodada de insultos durante a CPI da Covid-19 no Senado, veio à baila o nome do pastor carioca Silas Malafaia,...