Cervejas, ideias e espionagem

“Como você sabe, algumas das melhores ideias surgem com algumas cervejas”

(Reece Kershaw, comissário de polícia da Austrália, ontem sobre um acordo com o FBI para vender o smartphone criptografado Anom, com um aplicativo espião que permitia a decodificação e armazenamento de cada mensagem transmitida. O telefone foi vendido a criminosos por US$ 2 mil (R$ 10 mil). A espionagem começou em 2018 e, ontem, levou à prisão de mais de 800 mafiosos em 17 países) 

Ultimas notícias

Voto impresso é “jaguatirica com cobra d’água”

“A mistura, a compatibilização do sistema de urna eletrônica que temos com o sistema de impressão de voto, poderia ser uma cruza de jaguatirica...

Grupo de senadores planeja esvaziar depoimentos de médicos pró-cloroquina

Os senadores da CPI da Pandemia que se posicionam contra o presidente Jair Bolsonaro, integrantes do grupo conhecido como G7, se articulam há alguns...

O conselheiro: por que Bolsonaro dá trânsito livre a Malafaia no Planalto

Em meio a uma rodada de insultos durante a CPI da Covid-19 no Senado, veio à baila o nome do pastor carioca Silas Malafaia,...

Datas: Carlos Langoni, Raul de Souza e Marco Maciel

A modernização do Banco Central brasileiro deve muito ao economista Carlos Langoni. Em 1979, então diretor da instituição, ele ajudou a elaborar a Selic,...

Uma ponta não fecha

Quem se debruça agora sobre a condução que Jair Bolsonaro vem dando aos desafios da pandemia conclui que o próprio presidente melhorou as condições...