Em carta a Bolsonaro, empresas elogiam Salles por defesa das madeireiras

As federações do agronegócio, indústria e comércio do estado do Pará enviaram uma carta diretamente ao presidente Jair Bolsonaro com declaração de “apoio irrestrito” ao “nobre” ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, pela “defesa do setor madeireiro da Amazônia”.

O documento consta do inquérito aberto nesta quarta-feira, dia 2, pela ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia para apurar os supostos crimes de advocacia administrativa e obstáculo à investigação ambiental que teriam sido cometidos por Salles.

Subscrito por associações madeireiras, as entidades patronais tomaram o lado de Salles no que elas classificam como um “embate com a parte midiática de nossa gloriosa Polícia Federal”, numa clara referência ao delegado da PF Alexandre Saraiva, que entrou com uma notícia-crime contra Salles no STF e originou a investigação. Saraiva, que foi transferido para a PF de Volta Redonda, coordenava a megaoperação Handroanthus GLO, que bateu o recorde de apreensão de toras retiradas ilegalmente da Amazônia. Para o grupo de empresários, a operação está “permeada de irregularidades, subversão de procedimentos e ilegalidades” e tem prejudicado a atividade madeireira na região.

A carta é assinada pela Fiepa e CIP, que representam a indústria; a Faepa, do agronegócio; e a Fecomercio-PA e ACP, do comércio; e traz o “apoio” da Confloresta (Associação Brasileira de Empresas Concessionárias Florestais) e a Aimex (Associação das Indústrias Exportadoras de Madeiras). No processo, consta que Bolsonaro recebeu a carta no dia 30 de abril em meio à disputa entre Salles e Saraiva.

“Somos contra o desmatamento ilegal, porém, sabemos que, para isso, é necessário que se proceda o manejo florestal sustentável de acordo com as leis, principalmente com a mais antiga de todas as leis, que é a ‘lei do bom senso’, pois esta é a única forma de combater a ilegalidade”, diz o texto.

No fim, os empresários ainda fazem um apelo ao presidente e à “nação brasileira” para que tenham um “olhar de pertencimento sobre a Amazônia”, onde residem 23 milhões de brasileiros.

Ultimas notícias

Osmar Terra deve prestar depoimento na CPI da Covid nesta terça-feira

O ex-ministro da Cidadania e deputado Osmar Terra (MDB-RS) presta depoimento nesta terça-feira, 22, na CPI da Covid-19. Ele é apontado como um dos...

Barroso mostra auditoria de urnas a deputados da comissão do voto impresso

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, se reuniu nesta segunda-feira, 21, com deputados federais para apresentar o funcionamento do...

Mais candidato do que nunca, Lula avisa que rodará o país

Em live em comemoração aos 80 anos do vereador de São Paulo Eduardo Suplicy (PT), Lula mostrou que é mais candidato do que nunca...

Após novo ataque de Bolsonaro, Pacheco sai em defesa da imprensa

Depois de mais um rompante autoritário de Bolsonaro contra a imprensa, o presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (DEM-RO), veio à público apresentar um contraponto...

Bolsonaro terá que explicar declarações sobre fraudes a urnas ao TSE

O corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Felipe Salomão, determinou nesta segunda prazo de 15 dias para que Bolsonaro e outras autoridades que...