Entre Lira e Guedes, Bolsonaro escolhe Lira, diz ministro

O prognóstico de um ministro próximo ao presidente Jair Bolsonaro dá a dimensão do potencial de estrago da crise da sanção do Orçamento de 2021 para as relações do chefe do Planalto com seu escudeiro da Economia:

“Se tiver que escolher entre Lira e Guedes, o presidente escolhe Lira”, disse, em reservado.

A avaliação do integrante do governo Bolsonaro é que ele não pode correr o risco de ter mais um inimigo na presidência da Câmara dos Deputados, na reta final da sua gestão. Já bastou Rodrigo Maia.

Esse ministro aposta, no entanto, que o colega da Economia vai acabar cedendo. Afinal, com a campanha deflagrada pela liberação de Lula pelo STF, Bolsonaro precisa segurar aliados no Parlamento, o que implica em começar a gastar e garantir verbas para currais eleitorais. Pobre Guedes.

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

Desembargador do TRF1 revoga prisão domiciliar de Eduardo Cunha

O desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), sediado em Brasília, revogou nesta quinta-feira, 6, a prisão domiciliar do ex-presidente...

Visita de Onyx a Pazuello é considerada um erro no Planalto

A notícia de que o general Eduardo Pazuello recebeu o ministro Onyx Lorenzoni nesta quinta-feira — revelada pelo Estadão dois dias depois de o...

Lewandoski rejeita suspender julgamento do governador de SC

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF, rejeitou nesta quinta-feira o pedido de um deputado estadual de Santa Catarina para suspender o julgamento do impeachment...

Queiroga pisa em ovos

Do depoimento do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, na CPI da Pandemia, emergiu a evidência de que ele não tem autonomia para tomar decisões...

Assessor de Bolsonaro critica STF e diz estar pronto para ‘guerra’

Praticamente inseparável de Jair Bolsonaro, o assessor especial do presidente Max Guilherme Machado de Moura fez nesta quinta-feira um ataque direto aos ministros do...