Entrevista-bomba pela culatra

Em sua entrevista (link abaixo) a Policarpo Junior, aqui na VEJA, Fabio Wajngarten bota toda a culpa no general Eduardo Pazuello e faz o possível para livrar a cara do antigo (atual?) chefe, o presidente Bolsonaro.

A entrevista, entretanto, é um tiro pela culatra. Um tiro de canhão

Por um lado, Wajngarten deixa claro que o presidente sabia que Pazuello estava fazendo tudo errado, mas não tomou nenhuma providência. Pelo contrário, continuou a defender as indefensáveis ações de seu ministro. A posição de Bolsonaro torna-se ainda mais — se é que isso é possível — frágil.

Por outro, é evidente que a entrevista foi dada com o conhecimento e a anuência de Jair Bolsonaro, deixando claro que o presidente pretende salvar-se à custa do sacrifício de seu antigo ministro da Saúde. E este não é um bom momento para atrair a raiva e o ressentimento de Pazuello.

Por fim, Wajngarten afirma que Paulo Guedes, Filipe Martins, o PGR Augusto Aras, Gilmar Mendes e “o presidente do STF” (provavelmente Luiz Fux, que assumiu em setembro) tinham ciência das negociações com a Pfizer. Ou seja, levantou a bola para a CPI convocar essas nomes, e o próprio Wajngarten, e fazer um carnaval.

Se a entrevista tivesse sido encomendada pela oposição, não teria saído melhor.

Leia a entrevista de Wajngarten aqui: https://veja.abril.com.br/politica/fabio-wajngarten-houve-incompetencia-e-ineficiencia/

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

Renan sobre Pazuello: “Interrogatório bom busca acusações sobre terceiros”

Investigado por suposta omissão no enfrentamento da pandemia no Amazonas e com uma gestão marcada por polêmicas, o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello é...

O futuro de Flávio e da rachadinha nas mãos de Gilmar Mendes

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), pretende apresentar ainda neste semestre seu voto no caso que decidirá qual instância da Justiça...

Frase do dia

“Essa amplíssima prerrogativa de que dispõem às Casas Legislativas, em que pese a sua indiscutível relevância como instrumento de fiscalização e controle da administração...

Bombardeio israelense derruba prédio que abrigava agências de notícias

As agências de notícias Al Jazeera e Associated Press reportarem que um bombardeio israelense derrubou neste sábado, 15, o prédio que abrigava seus escritórios...

Em plena pandemia, o governo não conseguiu prever… a pandemia

O Ministério da Economia encerrou a semana com a produção de um clássico sobre a capacidade do governo de prever e administrar uma crise. Em...