Fachin rejeita ação no TSE e abre caminho para Bolsonaro no Patriota

O ministro Edson Fachin, do TSE, rejeitou há pouco o pedido de uma ala do Patriota contra atos do presidente do partido, Adilson Barroso, que levaram à filiação do senador Flávio Bolsonaro, na última segunda-feira. A decisão de Fachin abre caminho para a entrada do presidente Jair Bolsonaro e do seu grupo político na legenda, de olho nas eleições do ano que vem.

O vice-presidente do Patriota, Ovasco Resende, e outros seis integrantes do partido, apresentaram petição à Justiça Eleitoral para restaurar a composição do Diretório Nacional, da Comissão Executiva Nacional e dos delegados nacionais, alterada por Barroso. Basicamente, acusam o presidente da sigla de dar um golpe para entregar o comando da legenda aos Bolsonaro.

Após a filiação de Flávio, Barroso e o filho 01 do presidente foram ao Palácio do Planalto, na terça-feira, convidá-lo oficialmente a entrar no Patriota.

Sobre o pleito da ala insatisfeita com os rumos do partido, Fachin escreveu na sua decisão que “as modificações na composição interna do partido político produzem efeitos contidos naquele ambiente privado, não se verificando qualquer ponto de contato dessa controvérsia partidária com um processo eleitoral”.

“Inexistente o prejuízo concreto ao processo eleitoral, os partidos políticos devem ser entendidos como pessoas jurídicas de direito privado e o eventual transbordo dos limites do mandato conferido ao Presidente Nacional da legenda estão afetos à competência da Justiça Comum do Distrito Federal, em razão da localização da sede nacional do Patriotas”, acrescentou o ministro.

Ultimas notícias

O alto custo do “socialismo de direita” na Eletrobras

 No original de fevereiro existiam 3.977 palavras. No texto aprovado ontem estão 4.659 palavras.  Com 682 palavras a mais, a Câmara e o Senado conseguiram...

Frase do dia

“Quando você vê um prato da classe média europeia, que já enfrentou duas guerras mundiais, são pratos relativamente pequenos. E os nossos aqui nós...

Voto impresso é “jaguatirica com cobra d’água”

“A mistura, a compatibilização do sistema de urna eletrônica que temos com o sistema de impressão de voto, poderia ser uma cruza de jaguatirica...

Grupo de senadores planeja esvaziar depoimentos de médicos pró-cloroquina

Os senadores da CPI da Pandemia que se posicionam contra o presidente Jair Bolsonaro, integrantes do grupo conhecido como G7, se articulam há alguns...

O conselheiro: por que Bolsonaro dá trânsito livre a Malafaia no Planalto

Em meio a uma rodada de insultos durante a CPI da Covid-19 no Senado, veio à baila o nome do pastor carioca Silas Malafaia,...