Funcionária do gabinete de José Serra no Senado morre de Covid-19

Servidores do gabinete do senador José Serra (PSDB-SP) estão consternados com a morte de uma funcionária terceirizada que atuava como copeira no local, mais uma vítima da Covid-19. Além da trabalhadora, que não teve o nome divulgado, outros dois servidores do escritório paulista de Serra, que foi ministro da Saúde, estão em estado grave em decorrência do coronavírus.

Integrante do grupo de risco aos 79 anos, Serra liberou seu servidores para o home office desde o ano passado.

A triste notícia desta quinta-feira se junta à morte de outros senadores por Covid-19 ao longo da pandemia, sendo a mais recente a de Major Olímpio (PSL-SP), há três semanas. Ao saber da morte da funcionária terceirizada, o gabinete do senador Marcos Rogério (DEM-RO) aproveitou para informar que também perdeu uma servidora para a doença, em Rondônia.

Enquanto isso, a CPI da Covid no Senado permanece travada graças à inação do presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

Irã classifica apagão em usina nuclear de Natanz como “ato terrorista”

A usina atômica de Natanz, no Irã, sofreu um blecaute na manhã deste domingo. As autoridades iranianas classificaram o incidente como um ato de...

Grupos religiosos protestam contra decisão do STF sobre cultos e missas

Grupos religiosos fizeram neste domingo um protesto em frente ao Congresso Nacional contra a recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de garantir a...

Igreja Católica da Austrália paga indenização milionária a vítima de abuso

Um homem de 58 anos cuja identidade não foi revelada vai receber uma indenização de 1,5 milhão de dólares australianos (cerca de 6,5 milhões...

O que Bolsonaro é, segundo Marta Suplicy

O que disse Marta Suplicy, ex-prefeita de São Paulo, sobre o presidente Jair Bolsonaro em entrevista ao programa  Manhattan Connection, na TV Cultura. https://youtube.com/watch?v=iq_HayFJl30&feature=oembed Mais lidasBrasilBrasilA...

Pandemia não anula a Constituição

Editorial de O Estado de S. Paulo (11/4/2021) Nenhuma circunstância excepcional, nem mesmo a maior crise de saúde em um século, justifica que se ignore...