Gilmar revoga prisão de Crivella e concede liberdade ao ex-prefeito do Rio

O ex-prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, deve ser colocado em liberdade nos próximos dias. Na noite desta sexta-feira, 12, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, revogou, na noite desta sexta-feira, 12, a prisão domiciliar do político carioca.

Gilmar Mendes rejeitou um habeas corpus da defesa, mas decidiu conceder a liberdade por iniciativa própria. O ministro também determinou que Crivella terá que entregar seus passaportes em até 48 horas e não poderá manter contato com outros investigados. Ele deve comparecer periodicamente em juízo para informar e justificar atividades.

O ex-prefeito do Rio de Janeiro é investigado por supostamente ter participado de um esquema no qual empresários pagavam para ter acesso a contratos e receber valores que eram devidos pela administração municipal. Na denúncia apresentada à Justiça, o MP (Ministério Público) estadual apontou que o “QG da Propina” arrecadou mais de R$ 53 milhões em depósitos feitos de modo pulverizado para mais de 20 empresas de fachada, em nome de laranjas, criadas pelo grupo de Crivella.

Crivella está em prisão domiciliar desde o dia 22 de dezembro. Ele chegou a passar um dia no presídio de Benfica, no Rio, mas foi transferido para casa por determinação do presidente do Superior Tribunal de Justiça, Humberto Martins, que substituiu a prisão preventiva alegando o fato de o ex-prefeito, aos 63 anos, ser considerado grupo de risco para a Covid-19.

Além de Crivella, outras 25 pessoas também são rés nesta ação, entre elas, o empresário Rafael Alves, apontado como o principal operador financeiro do sistema, e Marcelo Alves, ex-presidente da Riotur. Ainda integram a lista o ex-senador Eduardo Lopes (Republicanos-RJ), o marqueteiro Marcelo Faulhaber e Arthur Soares, conhecido como Rei Arthur, empresário do setor de transportes no Rio.

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

“Como teve lugar isso que nos aconteceu?”, pergunta Idelber Avelar

Em junho de 2013, multidões irritadas foram às ruas protestar contra um irrisório aumento no preço da passagem dos transportes públicos. Logo ficou claro...

Como ficaria a eleição presidencial com a entrada de Lula na disputa

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teria 18% das intenções de votos e perderia apenas para o presidente Jair Bolsonaro, que tem...

Com Covid-19 em alta, nenhum estado consegue a taxa mínima de isolamento

Em meio ao avanço da pandemia da Covid-19 pelo país, todos os estados brasileiros estão longe da taxa mínima de isolamento social de 70%...

A volta do nepotismo

Editorial de O Estado de S. Paulo (8/3/2021) Em mais uma mostra de que estão dispostos a privilegiar seus interesses pessoais e os de seus...

O efeito “Bolsocaro”

Pesquisa da agência mineira Quaest sobre popularidade nas redes sociais captou a ponta do que pode ser um iceberg na condução do governo Bolsonaro...