Ignorado e desativado, Conselho de Ética, agora, vira tábua de salvação

Até o estouro do caso de Daniel Silveira (PSL-RJ), o Conselho de Ética da Câmara estava relegado a  outro plano qualquer.

Foram várias as tentativas de reativá-lo ano passado, durante a pandemia, mas uma iniciativa inglória.

São pelo menos 9 casos parados, com acusações de quebra de decoro parlamentar. Com o de Silveira, vai a 10.

O ainda presidente do conselho, Juscelino Filho (DEM-MA), fez suas tentativas. O então presidente Rodrigo Maia chegou a anunciar que iria votar o projeto de resolução de Juscelino que autorizava o funcionamento remoto do conselho, com sessões e reuniões virtuais. Mas não o fez.

Agora, o Conselho de Ética está sendo reativado às pressas para acolher o caso de Daniel Silveira. Na verdade, uma estratégia do atual comando da Câmara, que quer escapar da votação em plenário da sequência da prisão ou não bolsonarista.

A Mesa da Câmara correu logo e, numa tacada só, voltou com o conselho e enviou uma representação contra o parlamentar do PSL.

A intenção também é sinalizar que uma medida dura contra o deputado foi tomada e que não há necessidade de mantê-lo preso. E dar uma justificativa aos deputados na hora da votação aberta no plenário.

“Vai dar argumento mesmo para o deputado que está constrangido e com receio da opinião pública se decidir votar contra a prisão. Agora, pode até dizer: ‘o caso já foi para o conselho, algo já foi feito. E voto pela sua soltura”, disse um deputado aliado do governo, que pediu reserva.

Ao tentar reativar o conselho, em julho do ano passado, Juscelino Filho justificou assim sua iniciativa: “o fato de estarmos atravessando a pandemia não afastou a necessidade de acompanhar determinadas condutas, que, infelizmente, vez por outra, contaminam a lisura do exercício parlamentar. Aliás, há um reclamo e um estranhamento consolidados na sociedade, no sentido de que a pandemia está servindo de proteção imunizadora para o exercício inadequado do mandato parlamentar”.

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

A politica fiscal e o precipício

Nos próximos dias, o Congresso Nacional deve aprovar uma emenda constitucional que embasará o restabelecimento do auxílio emergencial. Nada mais justo, num momento de...

As dívidas do Detran do Rio com prestadores de serviços

As dívidas do Detran do Rio com prestadores de serviços já somam aproximadamente 70 milhões de reais. Há casos em que os atrasos de...

Lira e o pé esquerdo

Vitorioso no público interno, Arthur Lira como presidente da Câmara vem colecionando derrotas em decorrência da grita do público externo. É a sina de...

‘É preciso parar esse cara’

Editorial de O Estado de S. Paulo (2/3/2021) O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) foi enfático: “É preciso parar esse cara”, disse, em entrevista ao Estado, referindo-se...

Câmara fará a tão aguardada eleição para o comando da CCJ

Vice-presidente da Câmara, o deputado Marcelo Ramos anunciou há pouco nas redes que a Câmara fará a tão aguardada eleição para o comando da...