Ministro do TCU pede inquérito da PF sobre servidor que forjou relatório

Relator do processo administrativo contra o assessor do TCU que inventou um relatório sobre mortes na pandemia a partir de dados do tribunal, o ministro Bruno Dantas solicitou em despacho publicado há pouco a abertura de inquérito pela Polícia Federal para apurar o ocorrido. O pedido é direcionado à presidente da Corte, Ana Arraes, que deve acatar o requerimento.

Já afastado da suas funções na equipe de fiscalização das ações de enfrentamento à pandemia, o auditor federal de Controle Externo Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques foi o autor do documento citado pelo presidente Jair Bolsonaro para dizer que o TCU questiona “supernotificação” na quantidade de óbitos por Covid-19 em 2020 — o que o tribunal nega, mas Bolsonaro segue insistindo na fake news.

Dantas também pediu o afastamento preventivo do cargo efetivo de auditor pelo prazo de 60 dias e que Marques fique impedido de entrar no prédio do TCU e de usar os sistemas do tribunal, tendo o seu login suspenso.

Ultimas notícias

Castro, Witzel e Martha Rocha trocam acusações por mortes e vacina no Rio

No dia em que o Brasil ultrapassou a marca de 500 mil mortos por Covid-19, três políticos do Rio de Janeiro bateram boca nas...

Clássicos serão excluídos da biblioteca da Fundação Palmares

Em 1933, os nazistas queimaram montanhas de livros em praças da Alemanha. Entre os desafetos do regime de Adolf Hitler estavam autores como Bertolt...

500 mil mortos e o silêncio do presidente

Quinhentos mil mortos por Covid-19. Silêncio. Comedimento. Reticência. Sigilo. Taciturnidade. Placitude. Indiferença. Boca-de-siri. Aglossia. Sopor. Mudez. Moderação. Moderação? Logo o presidente? Enquanto o país precisava...

Empresários “lançam” Sergio Moro como a candidato a presidente

Um grupo de empresários do Paraná prepara uma campanha em favor da candidatura do ex-ministro da Justiça Sergio Moro à Presidência da República. Segundo...