Mulheres ocupam apenas 14% das vagas para juristas na Justiça Eleitoral

A aprovação pelo plenário do STF, na quarta passada, da lista tríplice para a vaga de ministro substituto do TSE composta apenas por mulheres tem razão de ser histórica. A cadeira a ser preenchida é uma das quatro de indicação de ministros provenientes da classe dos advogados na corte, entre titulares e substitutos.  

Segundo dados da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político, na Justiça Eleitoral brasileira, das 112 vagas reservadas a juristas, apenas 16 são ocupadas por mulheres, todas elas em postos nos TREs e nenhuma na instância superior. A proporção de 14,2% de mulheres nesses postos específicos contrasta com a fatia feminina no eleitorado do país, que é de 52,6%.

A lista tríplice é composta pelas advogadas Ângela Cignachi Baeta Neves, Maria Claudia Bucchianeri Pinheiro e Marilda Silveira. Apesar de Bolsonaro ter o hábito de ignorar listas tríplices para indicação de chefes de órgãos públicos em geral, no caso do TSE ele não tem escolha já que o processo é garantido pela Constituição. 

Ultimas notícias

O alto custo do “socialismo de direita” na Eletrobras

 No original de fevereiro existiam 3.977 palavras. No texto aprovado ontem estão 4.659 palavras.  Com 682 palavras a mais, a Câmara e o Senado conseguiram...

Frase do dia

“Quando você vê um prato da classe média europeia, que já enfrentou duas guerras mundiais, são pratos relativamente pequenos. E os nossos aqui nós...

Voto impresso é “jaguatirica com cobra d’água”

“A mistura, a compatibilização do sistema de urna eletrônica que temos com o sistema de impressão de voto, poderia ser uma cruza de jaguatirica...

Grupo de senadores planeja esvaziar depoimentos de médicos pró-cloroquina

Os senadores da CPI da Pandemia que se posicionam contra o presidente Jair Bolsonaro, integrantes do grupo conhecido como G7, se articulam há alguns...

O conselheiro: por que Bolsonaro dá trânsito livre a Malafaia no Planalto

Em meio a uma rodada de insultos durante a CPI da Covid-19 no Senado, veio à baila o nome do pastor carioca Silas Malafaia,...