O clima no Planalto após Barroso mandar Senado abrir CPI da Covid

O clima no Palácio do Planalto pesou após a decisão do ministro do STF Luís Roberto Barroso de determinar a instalação da CPI da Covid-19 no Senado. Segundo auxiliares do presidente Jair Bolsonaro ouvidos pelo Radar, a cúpula do governo ficou desorientada com a determinação.

A avaliação é que a Comissão Parlamentar de Inquérito pode virar uma bomba no futuro próximo e era a última coisa que Bolsonaro precisava no momento, já tumultuado pela crise da sanção do Orçamento. A iniciativa do presidente de partir para cima de Barroso acusou o golpe sem filtros.

Agora, a expectativa no Planalto é que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, contrário à abertura da CPI, e os líderes do governo na Casa atuem para enfraquecer a comissão e consigam segurar o rojão. Mas o terreno parece fértil para ataques ao presidente e seus auxiliares.

Ultimas notícias

O que a CPI da Covid quer de Ludhmila Hajjar

Uma nova participação na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid deve reforçar a tese de que o governo escolhe os ministros da Saúde...

Com Lula na disputa, Ciro fica em empate técnico com Huck, Doria e Amoêdo

A entrada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na corrida presidencial de 2022, permitida pelo Supremo Tribunal Federal ao anular suas condenações na...

Bolsonaro em Porto Velho: ‘Meu Exército, minha Marinha, minha Aeronáutica’

O presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar o isolamento social contra o novo coronavírus adotado por estados e municípios e a ameaçar tomar medidas...

Pesquisa: como ficaria a disputa presidencial de 2022 sem Moro no páreo

Decidido a não disputar a eleição presidencial de 2022, como informou a coluna Radar na edição de VEJA desta semana o ex-juiz e ex-ministro da...

Cláudio Castro mantém silêncio sobre operação de polícia no Rio

Passadas mais de 24 horas da operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro, na favela do Jacarezinho, na Zona Norte da capital, que...