O passado condena

São três os minutos de tempo reservado ao presidente Jair Bolsonaro na reunião da Cúpula do Clima que começa nesta quinta-feira, 22, por iniciativa do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. É impossível que Bolsonaro reitere suas posições retrógradas em relação ao manejo do meio-ambiente. Muito mais provável que tente se reposicionar no cenário mundial onde trafega em isolamento.

O problema é que três minutos, por mais bem aproveitados que sejam, não apagam os mais de dois anos de desmandos e desmandos do governo federal na área. Dos 40 líderes participantes da reunião virtual certamente a ampla maioria vê o Brasil com maus olhos na questão ambiental, justamente pela condução oposto à pauta de um encontro como esse.

Já foi dito pela Casa Branca e adjacências que não serão aceitas promessas vãs nem pedidos de ajuda financeira se Bolsonaro não mostrar serviço e tomar atitudes efetivas no sentido contrário a tudo o que vem fazendo.

A dificuldade é que o que vem sendo feito representa as convicções do presidente. Traduz também a falta de noção sobre o fator correlação de forças ao imaginar que poderia impor sua agenda regressiva sem maiores consequências. Isso vale para o meio ambiente, mas vale também para o conjunto da obra bolsonarista e explica a desidratação política que enfrenta o presidente.

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

Desembargador do TRF1 revoga prisão domiciliar de Eduardo Cunha

O desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), sediado em Brasília, revogou nesta quinta-feira, 6, a prisão domiciliar do ex-presidente...

Visita de Onyx a Pazuello é considerada um erro no Planalto

A notícia de que o general Eduardo Pazuello recebeu o ministro Onyx Lorenzoni nesta quinta-feira — revelada pelo Estadão dois dias depois de o...

Lewandoski rejeita suspender julgamento do governador de SC

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF, rejeitou nesta quinta-feira o pedido de um deputado estadual de Santa Catarina para suspender o julgamento do impeachment...

Queiroga pisa em ovos

Do depoimento do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, na CPI da Pandemia, emergiu a evidência de que ele não tem autonomia para tomar decisões...

Assessor de Bolsonaro critica STF e diz estar pronto para ‘guerra’

Praticamente inseparável de Jair Bolsonaro, o assessor especial do presidente Max Guilherme Machado de Moura fez nesta quinta-feira um ataque direto aos ministros do...