Os militares vão às compras

Não fosse a pandemia que devolveu à miséria milhões de brasileiros e detonou as contas públicas, certos gastos do governo, especialmente das Forças Armadas com seus 370 mil homens, talvez não despertassem tanta atenção, ficando tudo por isso mesmo.

Mas despertam, e vai-se fazer o quê? A conta com alimentação do governo federal no ano passado cresceu e bateu na casa dos R$ 1,8 bilhão. Só com leite condensado foram gastos R$ 15,6 milhões, dos quais R$ 14,2 milhões pagos pelo Ministério da Defesa.

Sabe-se agora que os militares garantiram para seus churrascos 700 mil quilos de picanha, e 80 mil cervejas puro malte. Algo como R$ 84,14 o quilo da carne e R$ 9,80 por cerveja. Os prestadores de serviços ao governo costumam pesar a mão nessas horas.

De mais a mais, vida de militar é tão dura que alguma compensação é mais do que compreensível. A Academia Militar das Agulhas Negras, do Exército, foi obrigada, por exemplo, a pagar R$ 26.333 por cada bicicleta especial de triatholon que comprou.

Pedalar faz bem à saúde. Pedalar só fez mal à presidente Dilma Rousseff.

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

A nova ofensiva do ex-presidente do PT contra a Lava-Jato

Rui Falcão, ex-presidente do PT, acionou nesta semana o Superior Tribunal de Justiça para que a Procuradoria-Geral da República apure condutas supostamente praticadas por um membro do...

Frase do dia

“Não é pelo leitão, mas pela descontração festiva da mesa farta de altas gargalhadas no mesmo dia em que os cemitérios mais receberam corpos...

Charge do Amarildo

Humor

Senado aprova texto-base da PEC Emergencial em primeiro turno

O Senado aprovou na noite desta quarta-feira, 3, em primeiro turno, o texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 186/2019, a chamada PEC...

Três perguntas sobre a choupana de Zero Um

Flávio Bolsonaro adquiriu uma modesta choupana em Brasília.  Tem 2.400 metros quadrados de terreno, 1.100 metros quadrados de área construída e saiu pela bagatela...