Para onde vai Braga Netto

Bolsonaro sempre pressionou Fernando Azevedo a substituir o general Edson Pujol, o comandante do Exército que resistia às tentativas do presidente de misturar a corporação com o governo.

Quando Bolsonaro cogitou a hipótese de nomear o general Luiz Eduardo Ramos para o comando do Exército, Ramos ficou espetacularmente constrangido, e todos os outros generais, consternados, fizeram cara de paisagem.

O critério da antiguidade é pedra de toque para a escolha do comandante da Força. Desrespeitar o critério é visto nas Forças Armadas como sacrilégio. De modo que Azevedo sempre resistiu à pressão. É por isso que Bolsonaro se incomodava com seu ministro, e é por isso que, afinal, o demitiu.

Bolsonaro teria coragem de efetivamente determinar a troca de Pujol? O que faria o novo ministro da Defesa, general Walter Braga Netto? Ousaria contrariar o chefe a que sempre obedeceu cegamente? Ou faria a troca, deixando claro que o próximo passo é o golpe de Estado?

Como reagiria o Alto Comando do Exército à interferência indevida? O que faria Rodrigo Pacheco, que tem o poder de instalar a CPI da Saúde? E Arthur Lira, que tem o poder de botar o impeachment para votar?

Estamos na maior crise política dos últimos 40 anos. Como nos metemos nessa?

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

TCU pede que Lewandowski reveja decisão que beneficiou Joesley e JBS

O Tribunal de Contas da União (TCU) pediu ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski que reconsidere duas decisões tomadas por ele...

Centrão ou Guedes: meta de Bolsonaro é não escolher entre um dos lados

Acossado pela pandemia de Covid-19, a crise econômica e a queda de popularidade, o presidente Jair Bolsonaro terá de arbitrar uma disputa entre dois...

A recidiva

Editorial de O Estado de S. Paulo (17/4/2021) O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por 8 votos a 3, anular as condenações impostas ao ex-presidente...

Secretaria de Saúde de São Paulo acusa parlamentares de invadirem hospital

A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo afirmou, em publicação nas redes sociais, que o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) e os deputados...

Não basta a China (por Cristovam Buarque)

No excelente livro “Brasil, construtor de ruínas: Um olhar sobre o país, de Lula a Bolsonaro” a jornalista escritora Eliane Blum escreveu que: “Como...