Quando o assunto é a Covid-19, presidente arrisca tudo

Um dado da última pesquisa Datafolha mostrou que o presidente Jair Bolsonaro é capaz de qualquer coisa para defender a sua popularidade, exceto acertar os rumos da saúde no Brasil em meio à pandemia do coronavírus.

No começo da crise sanitária, o então ministro Luiz Henrique Mandetta fazia um trabalho técnico, seguindo as diretrizes da Organização Mundial de Saúde (OMS) e estudos científicos. Neste período (abril do ano passado), a avaliação do desempenho do Ministério da Saúde era 76% de ótimo ou bom, e apenas 5% consideravam ruim ou péssima, segundo o instituto Datafolha

Apesar disso, o presidente o demitiu. Após as mudanças de ministros – já estamos no quarto dentro do período de um ano – e a piora na gestão da maior crise sanitária do país, a avaliação do Ministério da Saúde como ótima ou boa caiu para 35%, e subiu para 30% como ruim ou péssima.

Ele segurou o quanto pode o general no cargo e, ao tirá-lo, o fez cheio de elogios. Pressionado pelo clima de calamidade que tomou conta do pais, nesse momento que o Brasil é o epicentro mundial da pandemia, Bolsonaro trocou mais uma vez o ministro da Saúde. 

No entanto, quando substituiu o general Eduardo Pazuello pelo médico Marcelo Queiroga, defendeu que a gestão “deve ser de continuidade”, passando o recado para o eleitor de que sua estratégia sanitária permanecerá sem alteração.

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

Flávio Bolsonaro representa contra Kajuru no Conselho de Ética do Senado

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) protocolou nesta segunda-feira, 12, uma representação contra o também senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) no Conselho de Ética da Casa....

Nunes Marques é sorteado relator de impeachment de Alexandre de Moraes

O ministro Nunes Marques, do STF (Supremo Tribunal Federal), foi sorteado nesta segunda-feira, 12, relator da ação protocolada pelo senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO), que...

Atirador deixa ao menos um morto em escola nos EUA

Uma pessoa morreu e outra, um policial, ficou ferida após a ação de um atirador em uma escola em Knoxville, no estado americano do...

Bolsonarismo, conservadorismo e liberalismo (Por Denis Lerrer Rosenfield)

Jair Bolsonaro, em sua eleição, conseguiu encarnar a força do antilulopetismo, congregando em torno de si três correntes de ideias que, naquele então, apareceram...

Conversinha impublicável

A conversa telefônica entre o presidente Bolsonaro e o senador Jorge Kajuru é espantosa por muitos motivos. Primeiro, claro, pelo teor. O que se ouve...