‘Queremos prévias quentes no PSDB para 2022’, defende José Aníbal

O ex-senador e coordenador da Comissão de Prévias do PSDB, José Aníbal, defendeu a realização de prévias “quentes” na escolha do candidato do partido à presidência em 2022 e diz que o modelo que prevê 50% de peso de voto a filiados favorece apenas o estado de São Paulo numa disputa que é nacional.

A Executiva da legenda aprovou nesta terça o texto que define que cada um dos quatro grupos de votantes definidos terá peso de 25%, respeitada a proporcionalidade.

“Fizemos uma proposta que permite aos quatro pré-candidatos uma boa disputa, onde ninguém começa vitorioso”, afirmou Aníbal ao Radar.

“O que podemos almejar é uma prévia quente, que seja mobilizadora, e você só mobiliza quando tem forças com possibilidades iguais de disputa.”

De acordo com o texto aprovado, o primeiro grupo é formado por filiados, fatia mais volumosa do partido, e os outros três grupos são compostos por mandatários como vereadores, prefeitos, governadores, deputados e senadores.

A decisão, nestes moldes, impôs uma derrota ao governador de São Paulo, que contava com o aumento do peso dos filiados para 50%. O estado tem a maior concentração destes, com cerca de um quinto do total do partido, o que garantiria vantagem a Doria.

Nesta terça, no entanto, o partido definiu que a versão final do texto ainda será submetida à Executiva, que irá ouvir os pré-candidatos e fará eventuais ajustes ao texto.

Entre essas mudanças, poderão ser aceitas a proposta do diretório paulista, que aumenta para 50% o peso dos filiados e é favorável a Doria, e outro modelo, apresentado pelo diretório mineiro, que quer subdividir o grupo de filiados em dois: metade para membros de diretórios e metade para demais filiados.

“A questão dos filiados com 50% de peso acaba favorecendo São Paulo numa disputa que é nacional, e deve haver um equilíbrio, que foi o que fizemos na comissão. Até semana que vem haverá conversas que vão mobilizar muito os integrantes do partido e os próprios candidatos. Há um desejo que eles próprios conversem entre si”, diz Aníbal.

Outros nomes que disputam as prévias do partido para a candidatura à presidência são o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, o ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, e o senador Tasso Jereissati, do Ceará.

Ultimas notícias

“Dizer que é jabuti, é depreciar o trabalho”

“Essa Casa tem que aprender a separar exatamente o que é que ela chama de jabuti para que a gente não jogue terra...

Osmar Terra deve prestar depoimento na CPI da Covid nesta terça-feira

O ex-ministro da Cidadania e deputado Osmar Terra (MDB-RS) presta depoimento nesta terça-feira, 22, na CPI da Covid-19. Ele é apontado como um dos...

Barroso mostra auditoria de urnas a deputados da comissão do voto impresso

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, se reuniu nesta segunda-feira, 21, com deputados federais para apresentar o funcionamento do...

Mais candidato do que nunca, Lula avisa que rodará o país

Em live em comemoração aos 80 anos do vereador de São Paulo Eduardo Suplicy (PT), Lula mostrou que é mais candidato do que nunca...

Após novo ataque de Bolsonaro, Pacheco sai em defesa da imprensa

Depois de mais um rompante autoritário de Bolsonaro contra a imprensa, o presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (DEM-RO), veio à público apresentar um contraponto...