Reforma política pode instituir mandatos coletivos, hoje informais

A proposta de reforma política que está em debate em uma comissão na Câmara dos Deputados pode finalmente instituir na legislação eleitoral os chamados mandatos coletivos, que já existem informalmente no país, mas não são regulamentados.

Relatora da comissão que avalia as mudanças nas regras eleitorais, a deputada federal Renata Abreu disse ao Radar que a questão precisa ser “enfrentada” pelo Legislativo.

A primeira iniciativa de um mandato coletivo eleito de que se tem notícia no país ocorreu em Alto Paraíso de Goiás, em plena Chapada dos Veadeiros, quando cinco pessoas se elegeram para uma cadeira de vereador. Na prática, só uma delas respondeu pelo mandato. Em 2018, Pernambuco elegeu as Juntas Codeputadas (cinco mulheres) para a Assembleia Legislativa do Estado.

Ultimas notícias

Bolsonaro volta a dizer que indicará evangélico ao STF em evento no Pará

O presidente Jair Bolsonaro voltou a afirmar que vai indicar um evangélico para a vaga de Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal. O...

Em aceno ao PSB, Tabata faz live com França e critica governo Bolsonaro

De saída do PDT, a deputada Tabata Amaral (SP) participou nesta sexta de live com o ex-governador de São Paulo Márcio França (PSB) sobre...

Barroso autoriza condução coercitiva de Wizard para falar à CPI

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta sexta-feira, 18, a condução coercitiva do empresário Carlos Wizard para depoimento à...

Plenário do STF vai decidir sobre sigilo do Exército no caso de Pazuello

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), enviou nesta sexta-feira para análise do plenário da Corte a ação de partidos da oposição,...

CPI recebe avalanche de e-mails de bolsonaristas

Já atolados com os inúmeros documentos recebidos pela CPI da Pandemia, que já ultrapassaram 1.200 Gigabytes, os técnicos do Senado tiveram que enfrentar uma...