Semana do governo Bolsonaro tem CPI, clima e contas públicas

Nos três maiores assuntos dessa semana, o presidente Jair Bolsonaro ficará em situação desconfortável. No Senado, mesmo com a escolha provável de Omar Aziz para presidir a Comissão Parlamentar de Inquérito, o ambiente governista não será fácil. O senador, no fim de semana, deu entrevistas avisando que não fará negociata com o governo para aliviar a pressão. Lembrou que perdeu um irmão para a Covid-19 há 40 dias e é do Amazonas.  O provável relator, Renan Calheiros, deu entrevistas que também não tranquilizam o governo.

Essa semana será também o da Cúpula do Clima, e a resposta do negociador chefe do governo Joe Biden, John Kerry, pedindo do governo brasileiro ações concretas e imediatas, mostra que a longa carta enviada por Bolsonaro não vai aliviar a cobrança sobre o país.  

A notícia crime contra o ministro Ricardo Salles, já no Supremo Tribunal Federal (STF), aumenta ainda mais a certeza do erro do governo de Bolsonaro. Afinal, Salles é o interlocutor dessas conversas sobre proteção ambiental, e ele conspira contra a ação dos órgãos de controle, como a Polícia Federal, tanto que o autor da denúncia, delegado Alexandre Saraiva, está sendo exonerado da superintendência do Amazonas.

O terceiro assunto dessa pequena lista é também difícil. Até quinta-feira, 22, Bolsonaro terá que decidir se sanciona o Orçamento como está ou se veta emendas parlamentares. Se vetar, azeda o diálogo com o Congresso ainda mais, e com o presidente da Câmara, Arthur Lira, em particular. Se sancionar. pode incorrer em crime de responsabilidade fiscal, porque o Orçamento, segundo especialistas em contas públicas, está em conflito com as leis fiscais do país.

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

Presidente da Anvisa depõe na CPI da Pandemia nesta terça-feira

A CPI da Pandemia retoma o trabalho nesta terça-feira, 11, com o depoimento do presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra...

Sobre o “tratoraço” regimental

A reforma do regimento interno da Câmara dos Deputados, que pode ser votada esta semana, vem sendo chamada por seus críticos de “tratoraço”, em...

Queiroz mostra, mais uma vez, fidelidade ao presidente Bolsonaro

Denunciado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro como operador do esquema da rachadinha no gabinete do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) enquanto o filho...

“Acabou a mamata!”, proclamou Jair Bolsonaro

Resistente a compartilhar o poder, Lula aceitou um esquema em que empresas estatais, como a Petrobras, faziam compras desnecessárias e/ou superfaturadas e desviavam dinheiro...

Facebook envia à CPI vídeo apagado de reunião com gafes de Guedes e Ramos

O Facebook atendeu nesta segunda-feira a um requerimento do senador Randolfe Rodrigues e enviou à CPI da Pandemia no Senado um vídeo da reunião...