Último ato do general: assumir que estava sendo fritado

O agora ex-ministro da Saúde general Eduardo Pazuello admitiu nesta segunda-feira, 15, o que todo brasileiro já sabia: que Jair Bolsonaro iria substituí-lo. O general da ativa afirmou que o presidente estava avaliando nomes e que, caso o mandasse embora, a “transição seria feita de forma correta”.

Pazuello ainda completou que não pediria para sair. Foi a deixa para o presidente demiti-lo e colocar o cardiologista  Marcelo Queiroga, que já teve o nome confirmado para o cargo. Acontece que chegou a ser curiosa a movimentação do general. Brasília está acostumada com episódios de frituras, mas é preciso admitir que essa foi diferente.

Pazuello dizia que não pediria para sair e que o presidente estava procurando outra pessoa para o lugar dele. Ou seja, assumia publicamente que estava sendo fritado – fritura esta diferente, em meio aos holofotes. Acabou sendo o último ato melancólico de um general que assumiu com fama de exímio administrador, mas que deixa o país em meio ao caos.

Ultimas notícias

Ameaçado por Bolsonaro, Randolfe é indicado para integrar CPI da Covid-19

Alvo do presidente Jair Bolsonaro, que falou em “ter que sair na porrada” com ele, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) será indicado por seu...

CPI-zinha cara

Não é atribuição do Congresso fiscalizar governadores e prefeitos, não é possível tratar 27 governadores e 5.570 prefeitos como se fossem uma coisa só,...

Em meio a tensões envolvendo Ucrânia, Biden propõe cúpula a Putin

Em telefonema nesta terça-feira, 13, o presidente americano, Joe Biden, propôs ao presidente russo, Vladimir Putin, a realização de uma cúpula bilateral nos próximos...

Pentágono confirma veracidade de vídeos sobre OVNI na costa da Califórnia

O Pentágono confirmou nesta terça-feira, 13, a veracidade de vídeos que mostram objetos voadores não identificados zumbindo sobre navios de guerra da marinha americana...

Senador pede explicações sobre campanhas publicitárias contra Covid-19

O senador Fabiano Contarato (Rede-ES) protocolou um pedido de informações dirigido ao ministro das Comunicações, Fábio Faria, sobre as campanhas publicitárias desenvolvidas pela pasta...