O fator que pode fazer o real ter vida nova em 2021

A pandemia pegou em cheio o mercado financeiro brasileiro e transformou o real na moeda que mais se desvaloriza em 2020. A queda frente ao dólar é maior do que a de outros importantes emergentes, como Turquia, Argentina, Rússia ou África do Sul. Contudo, há um fator escondido na pandemia que pode fazer o real ter vida nova em 2021. Estaria um boom da moeda brasileira por vir?

Segundo Robin Brooks, economista-chefe do Instituto Internacional de Finanças, a associação global da indústria financeira, o real está extremamente subvalorizado em seus modelos. “A introdução e ampla distribuição de uma vacina Covid-19 é o principal catalisador positivo. Será um choque positivo na demanda global, os preços das commodities vão se recuperar e o real vai subir”, garante.

A lógica é simples. Hoje, já falta comida na China, insumos produtivos na Europa e em outros lugares do mundo. Quando todos colocarem as cabeças para fora de suas casas a partir da imunização coletiva por meio das vacinas, haverá um choque de demanda. E como dizem: o Brasil é o celeiro do mundo. Caberá ao país ofertar os produtos num momento de retomada acelerada da produção e do consumo.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

Senador Romário é submetido a cirurgia em hospital do Rio

O ex-jogador de futebol senador Romário (PL-RJ) foi submetido, nesta quinta-feira, 9, a uma cirurgia, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada em...

STF suspende novamente julgamento sobre terras indígenas

O Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu novamente o julgamento que analisa a validade da tese sobre o marco temporal para demarcações de terras indígenas....

Câmara aprova novo Código Eleitoral, mas exclui quarentena a juízes

O texto-base do novo código eleitoral em tramitação na Câmara dos Deputados foi aprovado nesta quinta-feira, 9, pelo plenário da Casa por ampla maioria,...

Restos mortais de vítimas do 11 de setembro são identificados após 20 anos

Por 20 anos, o consultório médico legista da cidade de Nova York conduziu discretamente a maior investigação de pessoas desaparecidas já realizada no país —...

Ter mais tempo livre não aumenta necessariamente o bem-estar

Ter muito tempo livre não é sinônimo de bem-estar. É o que dizem pesquisadores da Universidade da Pensilvânia em estudo publicado no Journal of...